Pequeno Herói

Largo da Graça, 79, Lisboa T 21 886 1776/8 F 21 886 1778 E pequenoheroi(arroba)clix.pt

sábado, abril 30, 2005

Fim de semana com o Pequeno Herói

Esta semana passou tão depressa e deixou tão pouco tempo para actualizar o blogue, que este post provavelmente já chegará atrasado a algumas pessoas.
De qualquer modo, o fim de semana está aí e, como habitualmente, o Pequeno Herói tem propostas para o mesmo.
Assim, daqui a pouco (às 16 horas) há mais uma sessão de contadores de histórias, desta vez com a presença de Paula Moura, que contará O Gato e o Diabo.

Amanhã, por ser dia da mãe, a história proposta está naturalmente relacionada com a maternidade. Trata-se de Grávida no Coração, um texto de Paula Pinto da Silva, editado pela Campo das Letras, com ilustrações de Gémeo Luís, as quais receberam uma menção especial do Prémio Nacional de Ilustração 2002. A história será contada por Elsa Serra, também às 16 horas.

Image Hosted by ImageShack.us

Até já.

terça-feira, abril 26, 2005

Programa para Maio

Já está completo o Programa do Pequeno Herói para o mês de Maio, o qual, para além das habituais sessões de Contadores de Histórias, inclui duas novidades:

a primeira é a abertura da livraria a exposições temporárias, com a inauguração da Exposição de Marionetas de Cláudia Clemente Santos, no dia 29;

a segunda marca o início de um vasto programa de Ateliês para Crianças, a realizar na sala polivalente do Pequeno Herói. Para o mês de Maio, estão programados os ateliês Palavras Brincalhonas (ateliê de escrita criativa) para crianças dos 6 aos 9 anos, a decorrer aos sábados (dias 14, 21 e 28) e Da história aos fantoches (ateliê de fantoches) para crianças dos 4 aos 6 anos, a decorrer aos domingos (15, 22 e 29), às 17.30 horas.

Programa completo

Contadores de Histórias

(com Elsa Serra, sempre às 16 horas)

Domingo, 1

- Grávida no Coração (Paula Pinto da Silva e Gémeo Luís, Campo das Letras)

Sábado, 7
Domingo, 8

- A Formiga Horripilante (Dinalivro)

Sábado, 14
Domingo, 15

- Eu não fui! (Christian Voltz, Kalandraka)

Sábado,21
Domingo, 22

- O Nabo Gigante (Alexis Tolstoi e Wiamh Sharkey, Livros Horizonte)

Sábado,28

- Elmer e a Cobra (David Mckee, Caminho)

Exposições

Domingo, 29

- Inauguração de Exposição de Marionetas de Cláudia Clemente Santos

Ateliês

Sábados, 14, 21 e 28

- Palavras Brincalhonas (escrita criativa)
Para crianças dos 6 aos 9 anos.
Nº mínimo/máximo de inscrições: 5/10.
Preço: 10,00 €

Domingos, 15, 22 e 29

- Da história aos fantoches (ateliê de fantoches)
Para crianças dos 4 aos 6 anos.
Nº mínimo/máximo de inscrições: 5/10.
Preço: 10,00 €

Os ateliês terão lugar na sala polivalente do Pequeno Herói, às 17.30 horas e terão a duração de 90 minutos.
Recomenda-se a inscrição prévia das crianças.

quinta-feira, abril 21, 2005

O 25 de Abril explicado às crianças...

Image Hosted by ImageShack.us

... E lembrado aos crescidos.

Domingo, dia 24, às 16 horas, a Elsa Serra conta O Tesouro, de Manuel António Pina (edição da Campo das Letras, com ilustrações de Evelina Oliveira).

"Os corações exultaram de alegria e as janelas encheram-se de bandeiras e de cravos vermelhos: os soldados puseram cravos vermelhos nas espingardas e as mulheres esqueceram-se do jantar e das limpezas da casa e correram para a rua com os filhos ao colo e cravos vermelhos ao peito, chorando e rindo, comovidas e confusas; as pessoas que tinham sido expulsas e obrigadas a refugiar-se longe regressaram; as portas das cadeias abriram-se e os presos voltaram a casa; os jovens vieram da guerra, felizes por estar de novo rodeados dos amigos e abraçar os pais e os irmãos; e os meninos e as meninas puderam pela primeira vez dar as mãos e falar e olhar-se, caminhando lado a lado sem medo de acusações nem de castigos."

"O Tesouro" foi publicado em 1.ª edição, em 1994, pela Associação 25 de Abril e pela APRIL, com o alto patrocínio do Presidente da República, Dr. Mário Soares.

Em 1999, assinalando os 25 anos do 25 de Abril, "O Tesouro" deu origem ao filme “Se a memória existe”, de João Botelho (selecção oficial da secção “New Territories” do Festival de Cinema de Veneza de 1999).


Em 2005, na comemoração do 31º aniversário da Revolução dos Cravos, "O Tesouro" volta a ser reeditado pela Campo das Letras.

terça-feira, abril 19, 2005

A Verdadeira História de Alice

A autora Rita Taborda Duarte e o ilustrador Luís Henriques, responsáveis pel' A Verdadeira História de Alice (Prémio Branquinho da Fonseca - Expresso / Gulbenkian 2003) são os nossos convidados especiais para a comemoração do Dia Mundial do Livro.

Será já no próximo sábado, dia 23, pelas 16 horas, que os receberemos e a todos os que queiram comparecer. Fica desde já prometida uma passagem pelas páginas que compõem este livro maravilhoso, bem como a resposta a todas as questões com ele relacionadas.

Como vem sendo hábito, todos estão convidados a saltitar de nenúfar em nenúfar e a encontrar poiso em cima de vacas, porcos, borboletas ou quaisquer outros simpáticos bicharocos que a isso se prestem, sem prejuízo das vermelhas planícies, as quais, como se sabe, tanto servem de assento como de leito.

Linguagem cifrada? Se já veio a uma das prazenteiras tardes de fim de semana no Pequeno Herói, saberá descodificá-la. Se não veio ainda... venha e descubra por si. Não sabe como vir? A morada está lá em cima: procure-a. Encontrá-la-á junto aos cogumelos gigantes (que não se podem comer)...

Até lá, sirva-se de um pouco de magia...

Image Hosted by ImageShack.us

«Todas, mesmo quase todas, as pessoas pequenas quando crescem se transformam em pessoas grandes. As mãos tornam-se compridas — e são capazes de um adeus que se distingue à distância; os dedos longos, e às vezes tão longos que quando apontam ficam para lá da vista, perto de tocarem o que querem apontar. As pernas são quase pontes sem água, arcos enormes por onde se passa; e entre cada passo que dão, cabem vinte ou trinta mais pequenos, ou então uma corrida de lebre em disparada. Os olhos deixam de ser de ver ao perto, e por isso não conseguem reparar, mesmo que queiram, nos olhos das formigas, que são de um verde-escuro, quase terra; deixam de conseguir ver os homenzinhos de sombra que entram à noitinha pela janela, e nos passeiam pelo quarto fora. E mesmo quando os apontamos com os nossos dedos pequenos de tocar as coisas próximas, dizem, rindo com a certeza dos olhos de ver ao longe, que não se trata de homenzinhos a sério, mas da sombra sem forma dos candeeiros que iluminam a noite lá fora.

Todas, quase todas, as pessoas pequenas quando crescem se transformam em pessoas grandes e só muito poucas se tornam grandes pessoas. Como a Alice. Mas, antes de ser uma grande pessoa grande, Alice já fora uma grande pequena pessoa. Por isso, quando cresceu continuou a ver os olhos verde-escuros quase terra das formigas. A diferença é que agora os via com os seus olhos grandes de grande pessoa que também conseguia distinguir a pupila azul-celeste-quase-céu nos mesmos olhos verde-escuro-quase-terra das formigas. E os seus dedos ficaram tão compridos que tornavam perto as coisas que estavam muito longe. E muitas vezes se via a Alice ir buscar uma gota de céu às nuvens e um fósforo de luz ao Sol. [...]»

(Rita Taborda Duarte, A Verdadeira História da Alice, Caminho)

sexta-feira, abril 15, 2005

Paixão e mistério

O fim de semana está à porta e as histórias também. Desta vez é a Leonor Tenreiro que nos contará duas histórias. Uma por cada dia do fim de semana.
Para sábado, a Leonor traz-nos Os Ovos Misteriosos, de Luísa Ducla Soares (Afrontamento) e para domingo promete-nos O Sapo Apaixonado, de Max Velthuijs (Caminho).

Image Hosted by ImageShack.us

Entre o mistério e a paixão, escolha quem puder. Quem não puder, venha a ambas. Pode ser que descubra uma misteriosa paixão. Ou um mistério apaixonante.

Sábado e domingo, às 16 horas, no Pequeno Herói (Largo da Graça, 79)

sexta-feira, abril 08, 2005

A Zebra Camila

O vento bandido roubou-lhe as riscas do vestido. Que fará ela para recuperá-las?

Image Hosted by ImageShack.us

Sábado, 9 e Domingo, 10, às 16 horas, nós contamos-te a história completa da Zebra Camila.

No Pequeno Herói (Largo da Graça, 79, Lisboa).

domingo, abril 03, 2005

A chupeta de Nina

A Nina gosta muito da chupeta e não está disposta a largá-la por nada.
Até que um dia descobre que há alguém que precisa muito mais da chupeta do que ela. Quem será?
Image Hosted by ImageShack.us
Se queres saber quem é, vem hoje à sessão de histórias do Pequeno Herói, onde o mote é este ternurento livro chamado A Chupeta de Nina, com texto de Christine Naumann e ilustrações de Villemin e Marianne Barcilon (Âmbar).
Esta e outras histórias serão contadas por Elsa Serra, às 16 horas, no Pequeno Herói (Largo da Graça, 79).
A entrada, como sempre, é livre e não requer consumo obrigatório.